Enfrentando problemas e seguindo em frente

IG. EV. NOVA VIDA ADONAI MIN. ITAIPU             20/02/2011
ANO DA FRUTIFICAÇÃO                                           Pr. Jessui
TEXTO:2Sm 12:16-21

INT. Nos dias atuais as lutas são constantes, todo momento nos deparamos c/ situações diversas, mas é preciso que vc venha a entender que os problemas levam-nos à maturidade espiritual, e precisamos aprender buscar o Senhor nos momentos difíceis da nossa vida. A luta vem para todos e é preciso coragem, ânimo, vontade de vencer. Em lugar de estar falando palavras negativas: não adianta, não dá, já fracassei etc... mude para: eu sou um vencedor, eu caí, mas Deus vai me ajudar a levantar, eu posso, eu quero, eu consigo, etc...

 

 

Esta palavra aborda um fato muito emocionante na vida de Davi. Ele tomou para si Bateseba, esposa do seu súdito Urias, dessa união pecaminosa, nasceu um filho, Deus repreendeu Davi, através do profeta Natã, e ele arrependeu-se amargamente do pecado que praticara, mas mesmo assim Deus trouxe juízo à sua casa.

I – TÓPICO: COMO SE PORTAR DIANTE DOS PROBLEMAS.

Davi deu um exemplo de como ser um homem de Deus, ao sentir-se envolvido naquele problema tão difícil e tão desagradável.

·        Acreditar na resolução do problema. Mesmo sendo informado pelo profeta que a criança não sobreviveria, ele acreditava que Deus poderia reverter tal situação. Ele prostou-se em jejum e oração convicto do poder de Deus para resolver o problema.

·        Sofrendo as conseqüências do problema. Sabemos que Davi era “SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS” mas era igual a qualquer ser humano, sujeito a sentimentos e emoções. Ele sofreu muito c/ a doença de seu filhinho, entristeceu-se, chorou amargamente, sentiu-se abatido e angustiado. Ele não queria aceitar a perda daquela criança. É dessa forma que o crente deve agir. Mesmo sentindo as emoções próprias do momento difícil, não podemos sucumbir, levado pelo desespero ou pela angústia.

·        Persistindo na busca de solução. Davi passou toda a noite orando e suplicando a Deus. Pela manha seus súditos vieram até ele. Porém Davi negou-se a levantar-se. Vs.17 a criança ainda permanecia viva. Era o fio de esperança que alimentava a fé daquele pai tão abatido.

·        Ter discernimento para entender a situação. Depois de sete dias de oração e jejum, Davi observou algo diferente que lhe chamou a atenção. O comportamento de seus súditos. Sua percepção estava aguçada para tudo em sua volta. Ele aguardava a qualquer momento o desfecho para aquela dolorosa situação: ou Deus curava o bebê ou a criança morreria. Quando os súditos começaram a cochichar, ele entendeu que o pior havia acontecido. E perguntou: “É morta a criança” vs. 19. A resposta foi a que Davi certamente não queria ouvir: “é morta”

II – TÓPICO: MUDANDO DE ATITUDE FRENTE A NOVA SITUAÇÃO:

Ao que tudo indica, pelas atitudes de Davi, ele não se sentiu derrotado, nem fracassado, muito menos humilhado com o desfecho do caso. A criança já estava morta, não havia possibilidade de vida. O rei entendeu a situação e resolveu mudar de atitude. Aquele já era um caso consumado.

·        Entendendo que era hora de agir de outra forma. Quando se enfrente um problema e se luta com todas as nossas forças e não vencemos, não alcançamos vitória, o que fazer? Perdeu uma causa, um emprego? Um grande negócio? Desistir de tudo? Creio não ser esta a atitude correta. II Cor. 4: 8/9 O ap. Paulo nos ensina que mesmo que perdemos uma batalha, não significa que perdemos a guerra. Outro sim, mesmo nas derrotas, existem ganhos, porque ficam lições que nos preparam para outras ocasiões. Vejam estes exemplos:

·        Levantou-se: saiu da inércia, isto é, de um estado de depressão, desânimo e tristeza, mudando para melhor, no lugar de fracasso, levantou-se para começar a vida. Retornar aos afazeres.

·        Lavou-se: retirou todos os resquícios (nhaca) dos momentos ruins, limpou-se, desprendeu-se, deixou para trás o espírito de derrota. Quantos crentes estão precisando de fazer o mesmo?

·        Ungiu-se: era costume dos Judeus, após o lavar-se ungir-se com óleos aromáticos. Isto dá um toque especial a limpeza, hoje em dia usamos perfumes / cremes etc... o mesmo tem que acontecer na nossa vida espiritual. Além da limpeza pela palavra, recebemos aquele toque bem especial que é a unção do Espirito Santo em nossa vida. E essa unção nos faz esquecer da angústia, da tristeza, da depressão que são as marcas deixadas pela derrota.

·        Mudou as vestes: naquelas épocas as vestes terminavam ou representavam os momentos vividos. Tristeza, luto, quebrantamento, alegria etc...Davi estava vestido de sacos que representavam sofrimento e morte. Ele trocou-os por vestes alegres, de vida. Assim deve ser o crente nos dias atuais, jogar fora algumas vestes que representam sofrimento, tristeza, apatia, dor, medo, desanimo etc.. e passar a trajar roupas novas. Ef.6:11.

·        Entrou na casa de Deus: depois de preparar-se de uma maneira tão especial, Davi entrou na casa de Deus. Ele procurou o lugar certo, um lugar consagrado onde, com certeza, Deus estava presente. Muitos crentes estão deixando de ir à casa de Deus para orar, ouvir uma boa pregação que lhes transmita ensino e comungar com os irmãos; para estar em outros lugares;  saiba meu irmão / irmão que não existe lugar mais especial para ouvir Deus falar do que a Sua própria igreja, o santuário onde se encontra a presença, a revelação, a Sua autoridade, lugar este onde se busca sua presença e se prega o evangelho genuíno, onde o Espirito Santo está presente atuando com poder para salvar, curar, batizar etc...ali Davi entrou para adorar / alimentar-se é nesses momentos que precisamos nos fortalecermos.

CONCLUSÃO.

Talvez, em algum tempo da vida, você tenha tido uma história negativa, só colhendo fracassos e derrotas. Mas, em nome de Jesus, eu quero declarar para você neste dia, que a benção do Senhor te acompanhará. E seremos amados de Deus, prósperos, felizes, com paz, vendo as promessas divinas se cumprirem e nós.

Endereço